Notícias

Home Notícias Motores Ferrari dão o tom em Barcelona
Voltar

Motores Ferrari dão o tom em Barcelona

Motores Ferrari dão o tom em Barcelona
©️ Scuderia Ferrari

Os testes de inverno não são a prova definitiva de superioridade de uma equipe sobre a outra. Em 2016, Felipe Massa tinha sido um dos mais rápidos com a Williams e depois deu no que deu. No ano passado, Lewis Hamilton não foi além do oitavo melhor tempo nos dois períodos e depois deu no que deu: conquistou o penta. De qualquer forma, os testes indicam uma tendência. E ela está favorável à Ferrari, neste momento. Nesta manhã, por exemplo, em Barcelona, os três primeiros colocados – Charles Leclerc (Ferrari), Kevin Magnussen (Haas) e Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo) – andaram com carros equipados com motor Ferrari. E Pietro Fittipaldi fez sua estreia nos testes de inverno.

Leclerc continua dizendo ao que veio. Cravou um bom tempo – 1min18s247 (um segundo mais rápido do que o segundo colocado) – e andou muito perto de Vettel que, na véspera, tinha marcado 1min18s161.

Quanto aos demais carros ainda há de se esperar para chegar às primeiras conclusões. As asas dianteiras da Ferrari e Alfa chamam a atenção pelo design diferente enquanto as da Red Bull e Mercedes seguem o modelo mais tradicional. O motor Honda indica uma evolução em relação ao modelo do ano passado. A questão é saber se será rápido o suficiente nos treinos e se terá a confiabilidade necessária para enfrentar a dura temporada de 21 corridas.

No treino da tarde, destaque para um bom tempo de Lando Norris, com McLaren: 1min18s553.

A Williams perdeu o segundo dia de treinos. Deve aparecer com o FW42 apenas nesta quarta-feira para andar pela primeira vez com Robert Kubica e o piloto de testes canadense Nicholas Latifi. George Russell deve testar na quinta. Hoje, pela primeira vez, Pietro Fittipaldi experimentou o carro da Haas, por meia hora, depois de um problema nas costas de Kevin Magnussen.  Cravou o tempo de 1min21s849. Amanhã, quarta, o brasileiro volta à pista dividindo o volante com Romain Grojean.