Notícias

Home Notícias Mercedes preta e Mercedes rosa dominam na Áustria
Voltar

Mercedes preta e Mercedes rosa dominam na Áustria

Mercedes preta e Mercedes rosa dominam na Áustria
©️ Mercedes AMG F1 Team

Por Castilho de Andrade 

As Mercedes dominaram as duas primeiras sessões de treinos livres da temporada de 2020, nesta sexta-feira, no circuito Red Bull, na Áustria. O hexacampeão mundial Lewis Hamilton não perdeu a forma depois do longo intervalo e permaneceu na frente nas duas sessões, com Valtteri Bottas garantindo a dobradinha. O treino foi bem movimentado e quem surpreendeu foi a Racing Point, já apelidada de ‘Mercedes rosa’ por conta das semelhanças – permitidas – com a equipe campeã, ficando com o terceiro lugar com o mexicano Sergio Perez, o Checo, ídolo nos países americanos de língua espanhola. O GP da Áustria será disputado neste domingo, a partir das 10h10, com transmissão pela TV Globo e BandNews FM, com a equipe de Odinei Edson.

É claro que os protocolos necessários para a proteção contra a Covid-19 mudaram o visual da Fórmula 1. Pouca gente circulando, equipes enxutas, nada dos gigantescos motorhomes, entrevistas com uma distância considerável de pilotos e dirigentes etc. E sem público como seguirá sendo nas próximas etapas.

A Fórmula 1 2020 mostrou-se solidária nos protestos contra o racismo e na inclusão através de mensagens estampadas, por exemplo, nos carros pretos da Mercedes com ‘End Racism’ no halo ou ‘Black Lives Matter’ no capacete de Hamilton ou ainda ‘Stronger Together’ no capacete de Bottas.  Também o safety car e medical car apareceram pintados com o arco-íris, símbolo que a categoria escolheu para a campanha ‘WeRaceAsOne’ para promover igualdade e combater o racismo. Os pilotos poderão se ajoelhar antes da largada, no domingo. A FIA já deixou claro que permitirá a manifestação.

Na pista, os pilotos demonstraram disposição. O crescimento da Racing Point – além da evolução da McLaren e Renault - abre uma boa perspectiva para o Mundial. E quem esperava Sebastian Vettel abatido com a dispensa da Ferrari a partir de 2021 foi pego de surpresa. Ele acelerou muito e ficou com o quarto tempo, comprovando que, como prometeu, poderá endurecer o jogo com seu companheiro de equipe, Charles Leclerc, o nono do treino.

Max Verstappen, um dos favoritos da prova, teve uma asa quebrada e marcou apenas o oitavo tempo.

No melhor tempo do dia, no treino da tarde, Hamilton fez a melhor volta em 1min04s304. Os tempos deverão cair no treino de classificação neste sábado, a partir das 10h. No ano passado, Charles Leclerc, com Ferrari, garantiu a pole position com 1min03s003. As Mercedes colocaram na pista os carros equipados com o recurso DAS – direção de duplo eixo – que permite ao piloto mudar a cambagem das rodas e configuração do volante sem precisar entrar no box. A FIA já validou o sistema. Mesmo assim a Red Bull admite que poderá pedir ‘esclarecimentos’ à Federação Internacional de Automobilismo.

A temporada vai começar quente. 

 

 

Castilho de Andrade é jornalista especializado em automobilismo e Diretor de Imprensa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.