Notícias

Home Notícias Das Vettels para Sebastian
Voltar

Das Vettels para Sebastian

Das Vettels para Sebastian
@thevettels

Por Castilho de Andrade 

Elas são sete. Não tem muito em comum a não ser a mesma paixão e admiração pelo tetracampeão mundial Sebastian Vettel. Mas a dedicação não se limita à assistir aos treinos e corridas pela tevê. Trocam informações, acompanham tudo o que acontece na Ferrari e, principalmente, escrevem cartas ao ídolo. Já foram mais de vinte e até o GP Brasil de Fórmula 1 quando estarão na arquibancada A, paramentadas com as camisetas que formam a palavra ‘Vettel’, outras seguirão.

 E se Vettel não teve tempo de lê-las no correio eletrônico – é a única saída já que os pilotos de Fórmula 1 passam o ano viajando – ele vai receber as cartas quando estiver no Brasil na versão mais bonita e civilizada: manuscritas. O trabalho está quase pronto.

 Thais Muray, Natália da Silva, Jennifer Hugen, Milena Ferreira, Juliana Grou, Andrea Borges Leal e Karolina Pedroni formaram o grupo e pontificaram no GP Brasil de F1 2018, com direito a um encontro com o piloto.

Do que tratam as missivas que as Vettels enviaram ao longo da temporada a Sebastian Vettel? Vejamos, por exemplo, um trecho da carta enviada em julho, cumprimentando o alemão pelo seu aniversário:

“Então te escrevemos uma carta, não pelo teu aniversário, mas pela tua vida. Porque alguém lá em cima te deu o “era uma vez” e tu não tivestes medo de narrar os próximos capítulos. Como um grande diretor da tua própria história, não tivestes medo de colocar o personagem principal (tu mesmo) para lutar contra dragões, para escalar montanha”.

Agora uma certeira mensagem de confiança e otimismo:

“Vale a pena apostar todas as nossas fichas em quem nunca nos decepciona, porque jamais será um desperdício mostrar apoio àquele que te inspira. E se vocês quiserem saber por que nunca cresceu em nós um fio de dúvida sobre a sua próxima vitória, nós lhes dizemos: porque conhecemos Sebastian como ele é e não como as pessoas acham que ele pode ser”.

Se alguém tem alguma dúvida de que as sete mulheres formarão  uma linha de defesa em frente a Vettel basta ler o trecho seguinte:

“Vamos fazer um acordo? Um acordo que dispensa advogado, estrategista, conciliador, árbitro, comissário...Na 1ª cláusula, vamos deixar claro algumas coisas óbvias: você terá de combinar que nos dará o vácuo, a fim de que possamos nos posicionar a sua frente quando eles decidirem atacar. Seremos os peões que te protegerão do xeque-mate, mas quando estivermos prestes a ser combatidos, invertemos a posição. A regra do jogo estabelece que o rei não pode se mover para nenhuma outra casa sem ser tomado por uma peça do adversário. Então, estaremos atrás de você para amortecer a queda e, principalmente, para te levantar – GP da Rússia (em alusão ao acordo que Vettel e LEC fizeram antes da corrida)”.

 

Castilho de Andrade é jornalista especializado em automobilismo e Diretor de Imprensa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.