Notícias - Coluna do Castilho

Home Notícias China: Hamilton já venceu cinco vezes. Leva a sexta?
Voltar

Coluna do Castilho

China: Hamilton já venceu cinco vezes. Leva a sexta?

China: Hamilton já venceu cinco vezes. Leva a sexta?
©️ Mercedes AMG F1 Team

Por Castilho de Andrade

Se há um favorito com base nas corridas anteriores do GP da China de Fórmula 1 é o pentacampeão mundial Lewis Hamilton. Com cinco vitórias – três pela Mercedes e duas com McLaren – ele soma o maior número de primeiros lugares desde que a prova começou a ser disputada em 2004. Do grid atual, Sebastian Vettel, Kimi Räikkönen e Daniel Ricciardo contam com uma vitória. O GP da China será disputado na madrugada de sábado para domingo às 3h10, com transmissão ao vivo pela TV Globo e BandNews FM com transmissão de Odinei Edson. No sábado, o treino de classificação começa às 3h.

Mas este começo do Mundial 2019, com duas dobradinhas da Mercedes, primeiro na Austrália e depois no Bahrein, dificulta as conjecturas. A Mercedes venceu, mas não convenceu. A Ferrari parece contar com um carro mais rápido e equilibrado e só uma falha incrível em um dos seis cilindros tirou a vitória de Charles Leclerc na prova anterior. Hamilton é favorito? Com base no que já aconteceu em Xangai e neste início de temporada deve ser considerado. Mas não é favorito disparado. Mesmo porque seu próprio companheiro de equipe, Valtteri Bottas, tornou-se um adversário a mais.

A Ferrari parece mais forte com a troca de Räikkönen pelo talento e a disposição de Charles Leclerc. E o GP da China poderá reforçar essa ideia.

O traçado de Xangai será também um novo teste para a nova aerodinâmica dos carros. Os técnicos da Federação Internacional de Automobilismo falam em aumento de até 50 por cento nas ultrapassagens, este ano, por conta das mudanças. No Bahrein, a troca de posições na frente e no grupo intermediário mostrou isso. Na China, com a incrível reta de 1175 metros e a sucessão de curvas de alta, média e baixa velocidade deverão oferecer condições para uma boa disputa por posições.

Xangai também será mais uma chance para a Red Bull/Honda provar que está firme na terceira posição entre as equipes e, como franco atiradora, esperando o momento para dar o bote na Ferrari e Mercedes. Mas, para isso, terá que contar também com problemas das favoritas.

O que será preciso confirmar no GP da China: 1 – a evolução da McLaren; 2 – a instabilidade da Haas; 3 – as dificuldades da Renault; 4 – as dúvidas sobre a Racing Point; 5 – a ineficiência dos carros da William.

 

 

Castilho de Andrade é jornalista especializado em automobilismo e Diretor de Imprensa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.