Notícias - Coluna do Castilho

Home Notícias A Fórmula 1 reverencia o hexacampeão
Voltar

Coluna do Castilho

A Fórmula 1 reverencia o hexacampeão

A Fórmula 1 reverencia o hexacampeão
©Mercedes Benz

Por Castilho de Andrade 

Lewis Hamilton é campeão mundial de Fórmula 1 pela sexta vez. E venceu os últimos três campeonatos na sequência. Não teve adversários a altura, conquistou os títulos por antecipação e vem pulverizando marcas. Alguém ainda tem dúvidas de que ele já está pensando no sétimo título em 2020 quando então alcançará a então insuperável marca de Michael Schumacher. E nove vitórias o separam de se tornar o maior de todos os tempos da F1, superando os 91 primeiros lugares de Michael Schumacher.

Na próxima corrida, em Interlagos, que já teve vitória de Hamilton e Vettel, o duelo entre os dois é uma das atrações temperada pela agressividade habitual de Leclerc e Verstappen. Vettel precisa vencer para tentar o terceiro lugar no campeonato; Leclerc pelo mesmo motivo e Verstappen também para se vingar da derrota que sofreu no ano passado por culpa e risco de Esteban Ocon que o tirou do primeiro lugar.  E com o título decidido, o que importa agora é chegar na frente.

No GP dos Estados Unidos, Hamilton foi ‘testado’ mais uma vez com uma corrida para poupar pneus. Funcionou. Ele só precisava de um oitavo lugar e chegou em 2º. Já Valtteri Bottas foi brindado com uma estratégia mais agressiva com duas paradas. Levou um tempo para que superasse Lewis Hamilton, apenas por questão de cautela. Nem Hamilton estava interessado na disputa com seu companheiro de equipe nem era essa o propósito da Mercedes que tinha como objetivo conquistar o título nos EUA e, de preferência, fazendo a dobradinha. Deu tudo certo como acontece a maioria das vezes com a fantástica escuderia dirigida por Toto Wolff.

Sobrou quase nada para a concorrência: o terceiro lugar para Max Verstappen, o ponto de extra pela volta mais rápida para Charles Leclerc, em jornada sem muito brilho, e a escolha de Alexander Albon, como o piloto do dia.

Na disputa do pelo terceiro lugar do campeonato, Leclerc leva 14 pontos sobre Verstappen e 19 sobre Sebastian Vettel que abandonou a corrida com a suspensão quebrada de sua Ferrari. A disputa nas corridas de Interlagos e Abu Dhabi será dura para os três. Valerá a maior experiência de Vettel ou a juventude e arrojo de Verstappen e Leclerc? Vamos aguardar. 

 

Castilho de Andrade é jornalista especializado em automobilismo e Diretor de Imprensa do Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1.